Outubro Rosa: a importância da conscientização

Compartilhe!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Na última semana, o APOGEU contou aqui em nosso blog a história do Outubro Rosa, movimento importante que tem como objetivo a prevenção e a conscientização da população acerca do câncer de mama. Pensando em reforçar a temática e sua relevância, conversamos com Jeanne Sarchis, fundadora do Instituto Acredite. 

A psicóloga de 47 anos foi acometida pela doença em 2017 e viu, diante da dificuldade, uma chance de fazer o bem às pessoas que não tiveram os mesmos acessos que ela teve no tratamento.

“Meu envolvimento com o Outubro Rosa começou em 2017 quando eu descobri que estava com câncer de mama. A partir dali eu comecei a entender e desmistificar o câncer com tudo que estava acontecendo naquela fase do tratamento. Através da criação de um blog e, posteriormente, com o lançamento do projeto em 2018, eu comecei a perceber que as mulheres estavam realmente precisando de um maior número de informações. Toda a facilidade que eu tive durante o tratamento eu tento trazer para o Acredite”, disse Jeanne.

No blog, você pode encontrar dicas de ajuda em variados contextos do tratamento do câncer.

“Tudo que é relacionado ao tratamento, como fisioterapia, nutrição, controle periódico com médicos e etc, nós englobamos desde o início. Eu tenho consciência de que todas as facilidades que eu tive no meu tratamento, a maioria não tem, então eu tento dar um pouco mais de leveza nesse momento e trabalhar muito na questão da prevenção. Quanto mais a gente se amar, teremos um cuidado maior conosco. Se conseguirmos descobrir cedo, mais fácil é o tratamento e a cura”, completou.

A juiz-forana, mãe de dois filhos, espelhou-se nas dúvidas mais recorrentes e percebeu que a população era, e ainda é, muito carente de informação sobre o tema. Essa necessidade foi o principal combustível para a mudança de blog para projeto social.

“Durante o tratamento eu conversava com muita gente que passava por situações semelhantes e não tinha informações básicas de alimentação, fisioterapia e cuidados. Foi aí que comecei a sentir a vontade e necessidade de transformar o que era apenas um blog em um projeto social. Eu não podia ficar parada. Os questionamentos são coisas que muita gente acha que é futilidade, mas não é. Faz parte de como manter a autoestima durante o tratamento e as pessoas não tinham acesso a isso. Nesse processo, os médicos que cuidaram de mim foram muito importantes. Eles me deram confiança para investir tempo nesse projeto e trazer um conteúdo verdadeiro para as pessoas”, ressaltou a psicóloga.

Nesse contexto, o APOGEU traz aos alunos e colaboradores conteúdos sobre o Outubro Rosa. E é sobre a importância dessa abordagem que Jeanne falou com nossa equipe.

“Vejo como muito importante o acesso à informação desse cenário nas escolas, principalmente nessa época de Outubro Rosa, pois estamos tendo algumas ações e as crianças nem sabem o que é. É fundamental elas terem a conscientização de que existe uma doença e que ela tem cura se diagnosticada cedo. É preciso desmistificar o câncer. Eu lembro que antigamente não se podia falar a palavra ‘câncer’ porque as pessoas achavam que pegava. Então, quanto mais isso for passado de forma leve e efetiva nas escolas, mais vamos conseguir fazer com que a próxima geração seja dotada desse conhecimento”, finalizou.

Deixe um comentário